REPARAÇÃO ECONÔMICA DO ANISTIADO POLÍTICO: ISENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA

Víctor Augusto Lima de Paula, Taliana Rodrigues Veras

Resumo


O advento da Constituição Federal de 1988 marca um período de redemocratização na República Brasileira, rompendo com um regime que, poucos anos antes, teve como traços característicos a exacerbação do Poder Executivo e a perseguição de quem o opusesse. Na nova Ordem instaurada em 1988, buscando uma total renovação dos ares políticos, é concedida uma anistia abrangente, nos termos do art. 8º, do Ato das Disposições Constitucionais Temporárias, incluindo uma reparação econômica em prol do anistiado. Contudo, as questões levantadas nessa pesquisa tratam das relações entre a Lei nº 6.683/79, a Constituição Federal de 1988, a Lei nº 10.559/02 e o Decreto nº 4.897/03, em especial a questão da isenção do imposto de renda para as reparações econômicas dessas indenizações. A problemática se visualiza em interpretações limitadoras carreadas pelo poder público.

Palavras-chave


Anistia política; Reparação econômica do anistiado; Isenção de imposto de renda

Referências


ÁVILA, Humberto. Teoria da igualdade tributária. São Paulo: Malheiros, 2008.

BALEEIRO, Aliomar. Direito tributário brasileiro. Atualizado por Misabel Abreu Machado Derzi. Rio de Janeiro: Forense, 2003.

BRASIL. Constituição Federal da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial da União. Brasília, 05 de outubro de 1988, p. 1 (anexo).

_____. Lei nº 6.683, de 28 de agosto de 1979. Concede anistia e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, 28/08/1979, p. 12.265.

_____. Lei nº 10.559, de 13 de novembro de 2002. Regulamenta o art. 8o do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, 14 de novembro de 2002, p. 6.

CAVALCANTE, Denise Lucena. Diretrizes constitucionais do sistema tributário brasileiro. Nomos – Revista do Curso de Mestrado em Direito da UFC, Fortaleza, vol. 29.2, 2009.

COMISSÃO DA ANISTIA. Marcas da Memória: História oral da anistia no Brasil. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2012.

DUGARD, John. Dealing with crimes of a past regime: Is amnesty still an option? Leiden Journal of International Law, Cambridge, vol. 12, issue 4, dec. 1999. Cambridge: Cambridge University Press, 1999, p. 1001-1015. Disponível em: < http://www.iilj.org/courses/documents/JohnDugardArticle.pdf>. Acesso em 04/04/2013.

MACHADO, Hugo de Brito. Âmbito constitucional e fato gerador do tributo. Imposto de renda, contribuição sobre o lucro e Cofins. Indenização por perdas e danos materiais. Hipótese de não incidência. Revista Dialética de Direito Tributário, São Paulo, nº 53, 2000.

MELO, José Tarcízio de Almeida. Direito constitucional do Brasil. Belo Horizonte: Editora Del Rey, 2008.

MEZAROBBA, Glenda. Um acerto de contas com o futuro: a anistia e suas consequências: um estudo do caso brasileiro. São Paulo: Associação Editorial Humanitas; FAPESP, 2006.

RIBEIRO, Maria do Carmo Freitas. O regime jurídico da lei de anistia: breves anotações. Revista da SJRJ, Rio de Janeiro, n. 27, p. 95-105, 2010.

ROHT-ARRIAZA, Naomi, GIBSON, Lauren. The Developing Jurisprudence on Amnesty. Human Rights Quarterly, Maryland, 20:4, (1998). Maryland: The Johns Hopkins University Press, 1998, p. 843-885. Disponível em: < http://librarysource.uchastings.edu/repository/Roht-Arriaza/20HumRtsQ843.pdf>. Acesso em 04/04/2013.

SOARES, Inês Virgínia Prado; KISHI, Sandra Akemi Shimada (Coord.). Memória e verdade: a justiça de transição no Estado Democrático brasileiro. Belo Horizonte: Fórum, 2009.

TEITEL, Ruti G. Transitional Justice Genealogy. Harvard Human Rights Journal, Cambridge, vol. 16, 2003. Disponível em: < http://www.law.harvard.edu/students/orgs/hrj/iss16/teitel.pdf>. Acesso em 04/04/2013.

TEIXEIRA, Sálvio de Figueiredo. O recurso especial e o Superior Tribunal de Justiça. Informativo Jurídico da Biblioteca Ministro Oscar Saraiva, v. 2, n. 2, jul/dez 1990, p. 85-100.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Rev. Fac. Dir. - ISSN: 0103-2496 (impresso) / 2317-2940 (eletrônico)

Rua Meton de Alencar, s/n - Centro - Fortaleza - CE 
CEP 60035-160 - Fone: +55 (85) 3366 7834